domingo, 19 de março de 2017

Versos Cá da Terra VI


Sou de Esmoriz
(Poema da autoria de António Maria)


Sou de Esmoriz e quero sempre achar,
Após o adeus e a pena da partida, 
A meiga brisa tão apetecida.
De uma certeza doce de voltar.

Sou de Esmoriz e não quero deixar 
De pertencer à Terra mãe da vida;
Ter garantido sempre à despedida
O seio amigo para repousar.

Sou de Esmoriz, assim como é do monte
O tojo asnal e a mó é do moinho
E a cristalina água é da fonte

Sou de Esmoriz, tal como o peregrino,
Errando pela vida, é do caminho,
Tendo na paz final o seu destino!




Foto retirada algures da Internet


Nota-Extra - António Maria foi poeta, historiador e esteve ainda ligado ao ramo imobiliário. Foi um dos nomes sonantes da cultura esmorizense do último meio século. A sua partida recente representou uma grande tristeza e saudade ao povo que o acolhera com ternura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário